De ator a empreendedor: conheça a trajetória de Leonardo Sierra Monteiro, sócio da InfoPrice

leonardo sierra monteiro

Leonardo Sierra Monteiro, o Cruj, foi o terceiro a entrar na sociedade da InfoPrice. Ele recebeu um pedido de ajuda do amigo Paulo, pelo Facebook, em uma época em que não nutria quase nenhum interesse por empreendedorismo – e talvez tivesse até um pouco de aversão à hierarquia associada ao ambiente corporativo e à função de gestor.

Mas Cruj era um tanto idealista e Paulo, afinal, tinha uma boa história sobre isso. A narrativa era sobre alguns amigos de faculdade que tiveram que coletar o preço de algumas mercadorias para um trabalho que faziam. Eles foram barrados em uma das lojas por onde passaram, mas os dados que conseguiram fez com que o mercado reduzisse o preço de um item. Era um grande poder de transformação e Cruj ficou empolgado com a ideia do amigo de criarem juntos um sistema para a coleta de preços.

Paulo já estava tocando a ideia com outro colega, o sócio Marcus, mas o conhecimento técnico de Cruj seria o elo que faltava para o projeto começar a funcionar. E foi isso que aconteceu: assim que topou ajudar, começou a trabalhar em um protótipo – testado e em funcionamento – que ficou pronto em apenas 2 dias.

Pouco depois, o projeto dos três ingressou na incubadora Startup Farm. Os sócios já mostravam muito empenho logo nas primeiras semanas – uma dedicação que Cruj recomenda para outros futuros empreendedores – e a ideia decolou.

Sociedade bem dosada

Cruj destaca muito como cada sócio possui um papel e visão de mundo muito particulares dentro da InfoPrice, mas como a personalidade dos três se mistura de uma forma complementar e bastante positiva.

Mesmo com um perfil técnico, de TI, Cruj preserva um olhar bastante empático para a equipe que estão construindo. Ainda que seja altamente eficiente, como os sócios já deixaram claro, com uma habilidade ímpar para tirar as coisas do “zero para um”, é também alguém que chega a olhar mais para o time do que para o próprio negócio, tendo pouca paciência para as formalidades e burocracias gerenciais.

Cruj já foi “inimigo” de Marcus do curso universitário e de time de futebol, mas hoje ressalta a virtude do sócio em ser metódico e ter uma visão geral de todas as áreas do negócio, mesmo aquelas que exigiriam uma formação mais técnica, como TI. Sobre Marcus, diz que ele é alguém muito importante para a operação e que já fez Cruj, que é corinthiano, chegar a torcer pelo Palmeiras para que o (hoje) amigo estivesse de bom humor em dias em que isso seria fundamental para proteger a operação da InfoPrice.

Já Paulo, idealizador do negócio, foi quem sempre desempenhou o papel de CEO dentro do time. Segundo Cruj, ele sempre lidou melhor com esse título do que os outros parceiros, que tinham menos empolgação com a ideia de empreender. De qualquer forma, Cruj destaca que o amigo sabe honrar as funções do cargo e que não haveria outra pessoa mais indicada para assumir esse papel dentro do time.

Encontrando gente boa

Por serem muito jovens, encontrar gente boa sempre foi uma regra dentro da InfoPrice. Cruj certa vez recomendou a contratação de um conhecido seu que era altamente competente e que teria abertura para aprender praticamente qualquer coisa. A indicação foi negada e, no lugar, entrou outra profissional mais experiente.

A contratada sobreviveu pouco tempo à rotina da empresa e a indicação de Cruj começou a virar uma opção. O olhar estava certo: em uma semana o profissional já mostrava ótimo desempenho, impressionando todos os sócios com sua habilidade.

Cruj mostra entusiasmo com o crescimento profissional dos colaboradores e destaca como a InfoPrice dá muita abertura para as pessoas assumirem a responsabilidade de tomar decisões importantes para a empresa. Para ele, o maior ganho não é necessariamente o daqueles que tomam a decisão mais acertada e sim de quem aceita assumir o voto de confiança, e aprender com isso, independentemente dos resultados.

Por que Cruj?

Todo esse perfil curricular técnico de um engenheiro mecatrônico da USP pode camuflar o passado artístico do sócio. Filho de pai e mãe atores, foi incentivado desde criança a participar de castings, o que lhe rendeu uma experiência em mais de 100 comerciais, novelas e curta metragens.

Mas, certamente, o grande marco da história televisiva de Cruj foi aquele que lhe rendeu este apelido que carrega até hoje. Isso porque ele foi convidado para viver o Guilé, um dos três apresentadores do programa Disney Cruj (Comitê Revolucionário Ultra-Jovem), onde ficou até completar 16 anos, quando o programa encerrou.

O trabalho concedeu uma maturidade precoce para Cruj que, aos 10, 11 anos já tinha que dividir o tempo entre trabalhar e estudar inicialmente no ensino público e, mais tarde, no privado. Por conta das horas de gravações, passava muito tempo longe da família, e acabou se aproximando muito do irmão mais velho, da ficção, que o apoiava.

Com o encerramento do programa e identificação com a rotina estudantil, Cruj percebeu que já não curtia muito o frisson exagerado provocado pela fama e partiu para uma vida longe das câmeras, nas salas de engenharia mecatrônica da USP. Diz que, apesar disso, consegue entender bem o impacto do programa que revolucionou a TV brasileira colocando crianças à frente da tela e que respeita o apelido como uma parte importante da própria história.

Movimento e adaptação

A InfoPrice está em constante transformação e os sócios também. Geralmente, mesmo com os planejamentos, o rumo pode mudar e Cruj sabe que irão se adaptar ao que for preciso. Ele ainda sonha, por exemplo, em desenvolver algo na área de educação algum dia – área pela qual nutre certa paixão e onde enxerga um potencial transformador social.

Na verdade, a vontade de ver uma melhora em todos os níveis da educação, política e, até mesmo, no próprio empreendedorismo do país acaba deixando transparecer que Cruj ainda mantém vivo o espírito revolucionário ultra-jovem, porém bastante maduro, do programa que participou.

Mas talvez mais que um idealista, ele se mostre como alguém que goste de colocar a mão na massa para ver as coisas sendo feitas. Cruj aposta muito na ação, e parece acreditar muito mais nas decisões, tentativas e no “caminho” que torna as ideias palpáveis. Não que os resultados sejam menos “brilhantes” e sim que eles parecem surgir muito mais como uma consequência para quem, como ele e os sócios, está empenhado em fazer as coisas acontecerem.

Sobre a InfoPrice

A história de Leonardo Sierra Monteiro integra uma série especial sobre os fundadores da InfoPrice. Aqui no blog, nós já publicamos a história do sócio Marcus Roggero, que você pode ler neste link.

A InfoPrice é uma jovem empresa de tecnologia que desenvolve soluções de pesquisa e inteligência de preços para o varejo! Conheça a InfoPrice por aqui