Inteligência de mercado aplicada ao marketing de varejo

inteligência de mercado

O marketing no varejo requer um bom planejamento para destacar seus produtos para os clientes e é impossível criar uma estratégia para ele sem focar no conceito dos “4Ps”, ou seja, produto, preço, praça e promoção. Esses aspectos devem ser analisados individualmente, porém precisam estar conectados a um objetivo comum de posicionamento da empresa.

A inteligência de mercado consegue condensar e organizar uma grande base de dados com informações de seu sortimento e de concorrentes, gerando relatórios e gráficos analíticos que ajudam no entendimento e tomada de decisão sobre o negócio, inclusive nas decisões de marketing do negócio.

Abaixo estão algumas maneiras de trabalhar a inteligência de mercado em sua estratégia de marketing de varejo. Confira:

 

Produto

Existe uma boa demanda para seus produtos? Você sabe se o concorrente também o oferece ou se é o único varejista a vendê-lo em sua região?

A inteligência de mercado pode trazer um histórico de disponibilidade e preços dos produtos, indicando quantos e quais concorrentes competem pelo mesmo mercado que você vendendo estes mesmos itens.

O histórico de produtos pode indicar, entre outros aspectos, quando o item já não é mais oferecido em nenhum de seus concorrentes. Com essa informação, você consegue analisar se é estratégico para seu negócio a continuar vendê-lo nesse cenário. Em alguns casos, pode ser relevante se manter como a única loja a oferecê-lo e, em outros casos, pode ser mais relevante simplesmente parar de comercializá-lo também.

Decisões desse tipo podem (e devem) ser tomadas combinando os dados de inteligência com sua própria estratégia de negócio.

Um exemplo seria uma loja focada em amplitude de produtos, ou seja, em ofertar uma grande variedade de itens de diferentes categorias, como um supermercado. Neste caso, como a varejista foca no consumo massivo, ela poderia optar por retirar de seu sortimento um produto pouco competitivo e que já não é mais vendido pelos concorrentes. Manter as vendas de barra de cereal com pouca adesão, por exemplo, poderia gerar mais despesas do que receita.

Por outro lado, uma loja focada na profundidade de uma determinada linha de produtos pode ter interesse em manter a exclusividade na venda de um item, mesmo com poucas vendas, porque isso pode ajudá-la a atrair mais clientes. A mesma barra de cereais do exemplo acima poderia ser mantida no sortimento de uma loja de produtos naturais se ela entender que aquela marca ajuda a atrair um público qualificado e impulsionar a venda de outros produtos.

 

Preço

Qual o melhor preço a ser trabalhado? Valores mais altos com ganho por margem ou mais baixos com lucro por volume de vendas (escala)?

A inteligência de mercado é essencial para planejar estratégias de marketing de varejo referente ao preço dos produtos. Ela ajuda a monitorar e centralizar informações sobre o comportamento de suas ofertas e de concorrentes, criando um históricos sobre isso. Desta forma, é possível obter análises de preços por região, por período e entender como agir no futuro.

Por exemplo, o entendimento de que os concorrentes baixaram o preço do item x em 30% na última Black Friday pode ajudá-lo a criar promoções específicas de preço na próxima data de ofertas. Isso pode orientá-lo que para se manter competitivo será necessário reduzir o preço em 30% ou mais.

Outra maneira de utilizar a inteligência de dados é para atualizar rapidamente seu preço, aproveitando as oportunidades imediatas do mercado. Ao observar o valor das ofertas dos concorrentes, é possível tomar ações como baixar, aumentar ou simplesmente manter – conscientemente – seu preço atual.

Se uma loja popular identificar que todos os concorrentes dela vendem o item X por um preço 10% superior ao praticado por ela, seria possível aumentar 8% o valor do produto, ganhando uma margem maior, mas mantendo o menor preço da região.

 

Praça

Como é a disponibilidade de sortimento e preço dos produtos em diferentes regiões?

A inteligência de preço é bastante útil para ajudar a identificar informações sobre a venda dos produtos em diferentes regiões. Ela permite entender quais locais trabalham com a oferta de uma marca ou simplesmente não possuem o item em seu sortimento, além de indicar como cada região precifica o produto.

Com dados de inteligência é possível, por exemplo, entender que o item X possui um preço ligeiramente mais alto na região litorânea de São Paulo que nas áreas metropolitanas. Com isso, um varejista que pretenda abrir uma loja na baixada santista poderia adequar sua estratégia de precificação para acompanhar as margens maiores praticadas pelos competidores.

Uma loja focada nas classes A e B que queira abrir uma nova unidade onde trabalhe margens maiores também poderia se valer da tecnologia para entender qual bairro de São Paulo possui um histórico de ofertas com valores mais altos. Dessa forma, conhecendo os preços de alguns bairros, ela poderia optar por alugar um espaço no lugar mais adequado para atingir seu público-alvo e cumprir as metas do negócio.

O comportamento do mercado com base na região também pode ajudar a entender melhor como otimizar sua estratégia, precificando melhor os produtos, fazendo campanhas adequadas e escolhendo um sortimento com maior chance de aderência de mercado. Afinal, se você sabe que todos os concorrentes da região oferecem uma mesma marca de arroz, por exemplo, é provável que haja uma boa demanda pelo item naquela localidade, gerando vendas e receita para seu negócio caso também opte por ofertá-lo.

 

Promoção

Quando é uma boa hora para divulgar o produto?

Como você viu até aqui, acompanhar dados de inteligência de mercado pode ajudá-lo a realizar ações estratégicas na hora certa. E, com base nisso, é possível adequar suas campanhas promocionais para divulgar os produtos que oferece.

Se você baixou o preço para ficar mais competitivo que o concorrente, pode ser uma boa hora para fazer uma campanha massiva divulgando suas ofertas para o público da região e mostrando como o consumidor pode compor uma cesta completa de produtos a um bom preço se for até sua loja.

Por outro lado, quando sua estratégia for a de aumentar a margem de lucro, pode definir campanhas mais precisas e segmentadas para um público-alvo disposto a pagar um pouco mais pelos benefícios emocionais e experiência de compra que sua loja ou marca oferece.

A inteligência de dados pode mostrar exatamente como seu negócio se posiciona dentro de um cenário mercadológico mais amplo, por preço, região e sortimento e, desta forma, é possível criar campanhas mais assertivas para impactar as pessoas corretas, que se encaixam dentro do perfil do seu público-alvo.

 

Otimizando sua estratégia de marketing de varejo com Big Data

As mudanças de mercado e ações de consumidores quase sempre deixam alguns rastros na Era atual. Estas informações geram uma grande base de dados (Big Data) que podem ser analisados e interpretados para gerar insights estratégicos para os negócios.

A InfoPrice é especialista nesse assunto, oferecendo soluções em monitoramento de preços e inteligência de mercado. Para saber mais acesse nosso site: https://www.infoprice.co/

 

Leia também:

Como funciona o InfoSights – o BI da InfoPrice

5 dicas para otimizar sua margem de lucro e posicionamento

Por que é importante monitorar concorrentes no varejo