Quais os impostos do varejo que influenciam seu preço?

impostos do varejo

Os impostos do varejo devem ser considerados na hora de precificar seus produtos. Conheça a tributação para o setor

 

O preço de produtos sofre influência de todos os custos do negócio, incluindo aí os impostos que incidem sobre o varejo. São tributações federais, estaduais e municipais que devem ser calculadas pelos lojistas ao estimar valores para suas ofertas.

Micro e pequenas empresas podem encontrar alguns incentivos legais para a centralização e redução da carga tributária, como é o caso do imposto Simples. Mas, mesmo estes varejistas precisam conhecer o impacto exato da tributação no negócio, tentando não apenas reduzir custos, mas também aprendendo a precificar corretamente os produtos.

Abaixo estão alguns dos principais impostos que o varejista precisa conhecer:

  • Imposto sobre a Renda (IR)

Imposto federal que prevê o pagamento de parte do lucro real ou presumido da empresa. O valor anual é descontado do rendimento da empresa e trabalhador.

  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)

É um tributo federal brasileiro que incide sobre o lucro líquido ou presumido da empresa de um dado período tomado como base.

  • Programa de Integração Social (PIS)

Contribuição tributária federal, de caráter social, que financia o pagamento do seguro-desemprego do trabalhador, abono e participação na receita de órgãos e entidades.

  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS)

Contribuição de nível federal que é calculada sobre a receita bruta de empresas, destinada aos fundos de previdência e assistência social e à saúde pública.

  • Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)

Imposto estadual que, segundo a Constituição Federal, cada um dos Estados e o Distrito Federal podem instituir sobre a movimentação de mercadorias em geral.

  • Imposto sobre Serviços (ISS)

Imposto municipal, pago à prefeitura da cidade na qual o serviço foi prestado. A alíquota é definida pelo próprio município e pode variar de uma cidade para outra.

 

Sistema tributário para micro e pequenas empresas

Para ajudar os pequenos negócios, existem alguns incentivos governamentais na hora da cobrança de impostos do varejo feito por empresas neste perfis. São impostos únicos para empresas com faturamento até 360 mil reais por ano (micro) ou até 3,6 milhões de reais anualmente (pequenas). Nestes casos, o imposto tem alíquota limitada à 22%.

Os sistemas tributários que atendem o perfil de micro e pequenas empresas são:

  • Simples Nacional
  • Lucro Presumido
  • Lucro Real

 

Preço x tributação

Com tantos tributos, é comum que os varejistas tenham alguma dificuldade em encontrar um preço ideal para seus produtos. Os valores precisam compensar os impostos, garantir lucro e, ao mesmo tempo, serem atraentes o bastante para o consumidor comprar.

Por causa disso, é importante que os lojistas tenham um grande grau de atenção com os preços que irão praticar pois eles precisam contabilizar toda a tributação, além dos custos gerais com a manutenção do negócio.

Um bom começo é somar todos os valores que impactam o produto com o custo de aquisição e despesas gerais com profissionais, água, energia e etc. Esse valor deve ser somado à margem do produto e, só então, o preço ideal poderá ser definido.

No dia a dia, também vale muito a pena contar com a ajuda de soluções de inteligência de preço para identificar oportunidades de melhorar a margem de lucro e compensar o investimento no negócio. Se o seu gap de preço com o concorrente for muito grande e você tiver ofertas mais baratas, identificar isso pode levá-lo a equiparar os preços aos dos competidores e lucrar mais a cada unidade vendida.

 

Leia também:

5 dicas para otimizar sua margem de lucro e posicionamento

9 sinais para identificar que você está precificando produtos da forma errada

7 passos para reduzir custos no varejo físico