Curva ABC na Prática para Supermercados!

Curva ABC com a InfoPrice

Você já ouviu falar no princípio 80/20? Ele é baseado na metodologia criada pelo economista italiano Vilfredo Pareto, que percebeu que a proporção 80/20 era aplicável em diversas situações que analisou. A metodologia, hoje bastante utilizada em campos políticos e econômicos, se fundamenta na observação de que 80% das consequências advêm de 20% das causas. O fenômeno também é conhecido como Curva ABC.

A regra trabalha com números arbitrários, em uma proporção mediana para a maioria dos casos analisados, mas cujos números podem variar um pouco. Uma análise possível seria, por exemplo, a de que em média 20% dos produtos são responsáveis por 80% da receita total da loja.

O princípio se aplica bem para o varejo físico mostrando a necessidade de distribuir melhor o esforço destinado aos negócios para que a maior parte do empenho seja voltada aos itens e categorias que geram mais resultados.

Como aplicar a Curva ABC ao meu negócio?

Antes de tudo, é necessário analisar seu negócio, itens mais vendidos, aqueles que possuem o markup maior e distribuí-los entre os principais, os medianos, e os que menos impactam na receita do negócio, mas que são necessários. Com isso, os itens podem ser distribuídos no que chamamos de curva ABC.

  • Produtos da Curva A: 80% da receita
  • Produtos da Curva B: 15% da receita
  • Produtos da Curva C: 5% da receita

Muitas vezes, há uma grande concentração de itens na Curva C, que gera pouca rentabilidade, enquanto a curva A, de produtos geradores de receita concentra uma quantidade menor de itens. Esse filtro permite que o lojista se empenhe mais e análise mais de perto estes produtos que mais impactam o negócio.

Análise de produtos da curva ABC – utilizando a inteligência para varejo a seu favor

O varejista pode obter mais resultados ao monitorar seus concorrentes e tomar decisões ágeis, principalmente nos produtos da Curva A. Como é relevante impulsionar a venda desta categoria, ele pode fazer filtros específicos que analisem preços de forma estratégica e tomar decisões sobre eles.

Utilizando ferramentas em tecnologia para o varejo, como a InfoPrice, por exemplo, é possível obter uma análise de todos os produtos, mas com a opção de segmentá-los na curva ABC. O gestor pode assim dedicar mais tempo analisando preços de seus produtos e concorrentes na Curva A e fazendo mais atualizações com foco em competitividade.

Por outro lado, ele pode dedicar parte do tempo para conferir e atualizar os produtos da Curva B e os da Curva C. Desta forma, é possível fazer uma gestão panorâmica, mas com ações focadas e inteligentes que priorizam os produtos mais relevantes para a empresa.

E você? Já utiliza a Curva ABC em seu negócio? O que costuma fazer para otimizar resultados para seus principais produtos?

Quer se aprofundar no assunto?

Se deseja se aprofundar no assunto, recomendamos este excelente artigo da Endeavor que explica, com detalhes, as aplicações da Curva ABC focada na gestão de seu estoque!

Os preços são outro ponto importante para gestão de suas categorias, já que geralmente produtos básicos, da Curva A, possuem margens diferenciadas devido à seu grau de essencialidade. Veja este artigo sobre 10 fatores importantes para a formação do preço!