Você sabe como funciona um código de barras?

Como funciona um código de barras - InfoPrice Blog

A ilustração gráfica de um código de barras é a representação visual da sequência numérica que aparece logo abaixo dele. Mas, por que utilizar a informação desta forma se os números nos parecem tão mais fáceis de interpretar? Simples: porque elas podem ser identificadas facilmente pelos aparelhos portáteis de leitura óptica e com baixo risco de erros.

Toda a sequência de números do código de barras funciona como se fosse um RG do produto, de forma que cada item possui seu próprio registro único. Essa informação é conhecida como “ código EAN”.

Quando os leitores apresentam problemas, os caixas do supermercado podem digitar os números de forma manual, claro, mas o método automatizado é mais eficaz por conta da agilidade e confiabilidade que oferece.

A parte gráfica é obedece o princípio binário de 0 e 1. As listras, portanto, são representações ilustrativas destes códigos. Todo código de barras é dividido em 95 partes do mesmo tamanho e algumas são brancas, ou seja, áreas com maior reflexão de luz, e outras pretas.  As áreas claras são representações do número 0 e as pretas do número 1.

Hoje em dia, a maioria dos códigos de barra possui uma sequência de 13 dígitos graças a uma unificação que juntou os modelos adotados pelos norte-americanos (12 dígitos) e europeus (13 dígitos).

Mas e se o código de barras estiver virado de cabeça para baixo, os terminais irão interpretar a informação de forma equivocada?

A resposta é não! A sequência numérica que forma o código de barra se trata de uma combinação inteligente e que é capaz de identificar se a imagem está posicionada da maneira correta.

Após a leitura, o sistema dos leitores conseguem traduzir todo o conteúdo do código e trazer informações como nome, fabricante e descrição do produto. Além disso, se a sequência se trata de um padrão para produtos normais, pesados, remédios ou cupons, por exemplo.

E se o sistema errar a leitura?

Pode acontecer do sistema errar, é claro. Por isso, o próprio sistema submete seu scan a uma validação. O processo é feito com base no dígito verificador, ou seja, aquele último número que vemos nas descrições numérica que ficam embaixo dos códigos de barra.

Após terminar a leitura das informações, o sistema faz um cálculo para validar a informação que processou e, se tudo correr bem, o resultado será exatamente igual ao número do código verificador. Caso isso não ocorra, ou seja, se a conta der um resultado diferente, o sistema apresenta erro na leitura ou tenta refazer o cálculo. Dessa forma, é possível captar, interpretar e validar toda a informação eletronicamente.

Como o sistema da InfoPrice interage com os códigos de barra?

O sistema da InfoPrice funciona por meio da leitura ótica do código de barras. Mas, no nosso caso, o trabalho só começa (e não termina) com a leitura das informações.

Com todos os preços e informações coletadas, nosso sistema ordena os dados para que eles fiquem coesos e fáceis de serem lidos e filtrados. A partir de nossa plataforma de inteligência, o cliente InfoPrice consegue encontrar uma vasta informação sobre o próprio negócio e concorrente e de maneira totalmente segmentada conforme suas necessidades.

A InfoPrice consegue monitorar preços de forma muito rápida e a partir de dados confiáveis, já que utiliza os códigos de barra durante suas leituras e não métodos manuais e com propensão a erro. Desta forma, consegue garantir um bom histórico de informações com acesso a filtros por estado, cidade, rede mercadista, mês, curva (A, B, C), EAN e etc.

Como dissemos, o código de barras é essencial para o funcionamento da tecnologia de captura de preços da InfoPrice. Entenda como funciona nossa metodologia de coleta e conheça a empresa, por aqui!